Paulo Franke

25 fevereiro, 2008

Desenhar já foi meu hobby

Meu pai, homem de diversos passatempos, também desenhava e pintava quadros em uma fase de sua vida. E nós os filhos, pequenos, ficávamos à sua volta observando como ia avançando vagarosamente na pintura, tendo antes dividido em nove partes os postais "made in Switzerland" que serviam de modelo, comuns na época.

Como os riscos a lápis estavam quase invisíveis, reforcei-os para dar uma idéia.

Tenho um dos primeiros quadros que pintou, ainda inexperiente, tendo como modelo o postal abaixo, por coincidência uma paisagem típica da Escandinávia. Ganhei-o de minha mãe em um tempo em que jamais imaginaria que tal paisagem seria tão familiar para mim, com pinheiros e bétulas - em finlandês koivu e em sueco björk - popularmente "a árvore coberta de papel de parede", que se enxerga através de muitas janelas deste país.



Nunca estudei desenho, mas talvez por ter "puxado" um pouco ao meu saudoso pai, rabisquei principalmente rostos, que neste tópico exponho por simples diversão neste meu novo passatempo, sem a pretensão de um artista, o que nunca me considerei e que qualquer olho clínico pode constatar que tenho razão.

Em 1969 "bolei" um convite para um evento tendo em ambas as partes uma salvacionista loira, "profeticamente" com traços escandinavos...





Na mesma semana em que nos conhecemos, em julho de 1973, sentado ao lado da Anneli no sofá da casa de seus pais, sugeri desenhar-lhe o perfil com a seguinte observação: "Come closer, please..."

Nossa filha Deborah aos 17 anos


Nossa filha Martta aos 16 anos.



O filho Aaron aos 10 anos. Desenhei seu perfil na viagem marítima Brasil-Noruega, quando fomos viver na Finlândia.
Pintei-o também em uma camiseta (t-shirt)




Pra ganhar uma graninha extra na ilha de Åland, onde moramos a primeira vez na Finlândia, coloquei um anúncio em um local comercial e logo chegaram "encomendas" principalmente de mães que traziam as fotos de seus filhos para que os desenhasse.




Um dia desenhei a pequena Ida (nome de minha mãe, idades diferentes mas a mesma doçura).








Ao entregar o desenho, descobri que era o marido da "fregueza" quando menino, o que deveria ter imaginado pelo traje.




O filho da professora preferida da Martta (como os óculos dos finlandeses diminuíram desde essa época!).



No dia do aniversário da proprietária da casa que alugamos, um desenho de seu bondoso rosto de presente, nossas assinaturas e um versículo em sueco, língua falada na ilha.


Quando pintei o pônei para uma moca, ela me agradeceu com lágrimas: "Muito obrigado, você retratou exatamente a personalidade de meu pônei!" Então soube que o animal havia morrido há pouco tempo.



************************************************


Desenhando os filhos de amigos de São Paulo; o garotinho acima entrou neste ano para a universidade.









Quando adolescente tentei desenhar Abraham Lincoln...


A caixa de lápis de cores Futebol, usada no meu curso primário, no início dos anos 50. Made in São Carlos, SP, e mostrando que já naquele tempo futebol era "preferência nacional".


Quando voltei da excursão a Israel, em 1986, vivíamos em New Jersey, EUA. Sabendo disso, a professora do Aaron (7 anos), que era judia, deu um menorah para ele colorir e me presentear, o que guardo até hoje, juntamente com outros desenhos dos filhos e dos netinhos.


Excelentes desenhos da filha Martta. Até que os animais colaboraram e pouco se moveram enquanto ela os desenhava, eheh!!

Um querido tio, engenheiro civil, hoje com 80 anos, desenhou quando jovenzinho um personagem do desenho animado de sucesso da sua época, "As viagens de Gulliver".


Em 2003, um sobrinho que considero muito talentoso, pintou este quadro. Entre os que me mostrou quando o visitei, detive-me a apreciar este por sua beleza e porque disse que era uma paisagem dos Açores. Como tinha planos de visitar a ilha açoriana de São Miguel, ele fotografou o quadro e guardei comigo a foto. Quando, então, fui aos Açores, com a foto na mão procurei informar-me onde ficava aquela casa. Por coincidência ficava em um dos lugares que eu havia planejado visitar, um dos mais lindos que já tenho visto, Sete Cidades, situado no interior de uma imensa cratera vulcânica (ver minha postagem sobre os Açores). Foi, então, a minha vez de fotografar a casa e enviar-lhe de presente a foto, conferindo ambos, o local e o seu talento.






Desenhar rostos parece ser um de seus talentos... Acho que dá pra adivinhar quem é...



O quadro que pintou, de Beethoven, meu versátil sobrinho presenteou ao conservatório onde estudou piano e violino.

******************************

Veja se consegue ver o rosto de Jesus... na parede, no descongelar da neve:







*****************************




"O coração alegre aformoseia o rosto."



Proverbios 15:13



*******************



"... o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz."



Números 6:26



********


***

7 Comments:

  • Muito bons os desenhos e as pinturas a óleo feitas por alguns da família aos quais Deus presenteou com mais este dom! Admirável, também, não explorarem este dom financeiramente, aliás é o que mais admiro nesta família, o despreendimento das coisas materiais! Não que isto não seja correto, é claro! Que Deus abençôe grandemente a todos vocês!

    Quanto ao comentário sobre rostos, concordo com a pessoa que escreveu este pensamento. A criançinha pela sua inocencia, reflete a imagem de Deus, já mais velhos, como perdemos esta qualidade não mais "reproduzimos" a imagem do Criador!

    By Anonymous Anônimo, at quinta-feira, março 06, 2008 12:35:00 PM  

  • Olá,
    os desenhos, assim como as pinturas estão maravilhosos. É realmente muito difícil uma família toda com um talento como este, para as belas artes!
    Sobre o pensamento, achei muito real o que ele diz. Embora as nossas crianças estejam cada vez mais diferentes, elas continuam com esse ar inocente. O adultos já refletem tudo aquilo que viveram, portanto são um espelho de sua rotina, são o que escolheram ser e fazer da vida.

    Um Abraço

    By Blogger Juliana Gulka, at sexta-feira, março 07, 2008 2:34:00 AM  

  • Paulo,
    Não achei seu e-mail, por isso tomo a liberdade de me comunicar através desse modo: tenho um blog só de coisas dos anos dourados(50-60). Gostaria demais de fazer post com a imagem da caixinha de lapis de cor FUTEBOL(que também usei na infância). Peço sua autorização. Farei referência na matéria. Só para voce saber que é coisa séria, aqui vai meu Blog: "Anos Dourados:Imagens e Fatos" End. "blcamargo.blogspot.com". Grato e um abraço. Benedito Luiz Rodrigues de Camargo

    By Blogger "blcamargo", at segunda-feira, fevereiro 08, 2010 11:55:00 PM  

  • BLCamargo, claro que pode copiá-la!
    aBRaco!

    By Blogger paulofranke, at sexta-feira, fevereiro 26, 2010 2:43:00 PM  

  • Grato, Paulo. A foto da linda recordação será publicada na edição do dia 15 de março.Um abraço e parabéns pelo blog.

    By Anonymous Benedito, at segunda-feira, março 01, 2010 1:30:00 PM  

  • Já conhecía seu dom, no colégio vc fazía algumas demonstrações, ficava encantada pois, não faço um circulo usando uma moeda como guia hehehe...
    Tenho uma curiosidade!
    Como conseguiu cópias dos lindos trabalhos que agora expõe para nós? Só podem ser fotos, não?
    Um dia destes vou postar um desenho que fêz para mim. Guardo com todo carinho há 47 anos!
    Parabéns, mesmo atrasados, mas vc já sabe porque.
    aBRaços

    By Blogger Yara, at segunda-feira, novembro 14, 2011 10:55:00 PM  

  • Está no sangue....sua Martha e família!!! Todos são perfeitos artístas!!!!

    By Blogger Yara, at segunda-feira, novembro 14, 2011 10:57:00 PM  

Postar um comentário

<< Home