Paulo Franke

19 agosto, 2014

SAINT-EXUPÉRY - O pequeno príncipe - visitou PELOTAS-RS.




"Pouca gente sabe e muitos até se esqueceram, mas há mais de cinquenta anos Pelotas-RS foi visitada, em diversas oportunidades, pelo `Pequeno Prícipe´. É claro que estamos nos referindo ao francês Antoine Marie Roger de Saint-Exupéry, mundialmente famoso como piloto e escritor, que nesta última atividade trouxe ao mundo o  `Pequeno Príncipe´, hoje traduzido para dezenas de idiomas.

Filho do conde Jean de Saint-Exupéry e Marie de Fonscolombe, ele nasceu em 1900, na cidade de Lyon. Aos 12 anos, fez seu primeiro voo num balão, apaixonando-se então pelas aventuras aéreas. Aos 21 anos começou a trabalhar como piloto civil e, a partir dos 26, integrou-se ao grupo de pilotos pioneiros do correio aéreo entre Europa, África e América Latina, que conduziam aviões de hélice, sem conforto ou pressurização.

É nesta situação que Antoine de Saint-Exupéry chegaria a Pelotas, numa madrugada de domingo, às 4 horas, em fevereiro de 1935. Tido como um dos mais competentes e seguros pilotos da linha da Air France, o  `Pequeno Príncipe´ chegou pilotando um avião modelo Breguet 393, denominado `Gaivota´. Era a primeira viagem deste modelo que vinha substituir os antigos `Latés´, aviões de menor velocidade. Nesta viagem inaugural, Saint-Exupéry fez a viagem Buenos Aires-Natal em 25 horas, onde era feita a conexão para a África com o hidroavião `Santos Dumont´. Nesta época a Air France fazia a linha Tolouse(França)-Dakar (África)-Natal-Pelotas, em cerca de 59 horas.

Durante muito tempo, pelo menos até a eclosão da Segunda Guerra Mundial, o piloto-escritor cruzou os céus latino-americanos, detendo-se em Pelotas em diversas ocasiões. `Antes de escrever é preciso viver'  dizia ele, que a 31 de julho de 1944, numa missão de reconhecimento sobre Grenoble e Annecy, teria sido abatido por um caça alemão. Os restos de seu avião nunca foram encontrados e ele foi dado como desaparecido em ação.

Sua obra, entretanto, permanece entre os homens: Correio Sul, Voo Noturno, Terra dos Homens, Escritos de Guerra, Um Sentido para a Vida e, é claro, O Pequeno Príncipe, sua obra maior."

Pedro Caldas
Pesquisador
extraído de "Pelotas Memória"
fascículo V - 1990



4 Comments:

  • Bela história!!!
    Parabéns, Paulo, por resgatar esta passagem do correio aéreo por Pelotas. Em Santa Catarina, junto a praia do Campeche, havia um campo de pouso onde aqueles heróicos pilotos faziam escala. Atualmente, um grupo de pessoas(faço parte do grupo)está tentando recuperar a memória e o local para não apagar as pistas de um passado de conquistas e integração do Cone Sul das Américas.
    Um abraço!
    Valmir

    By Blogger Valmir, at quarta-feira, agosto 20, 2014 6:38:00 AM  

  • Caro Valmir,

    Coloque-me a par dessa recuperacão de memória na qual estás envolvido... Obrigado pelo substancial comentário! Grande aBRaco daqui de longe.

    www.paulofranke@hotmail.com

    By Blogger paulofranke, at quarta-feira, agosto 20, 2014 1:36:00 PM  

  • Recebi o abaixo, pelo Facebook, da filha de uma prima:

    Sabes que a vó Inês viu o St. Exupéry aqui em Pelotas na época...a mãe me disse que ela tinha entre 5, 6 anos!! Mto legal né?

    Larissa Venzke
    Pelotas-RS

    By Blogger paulofranke, at quarta-feira, agosto 27, 2014 9:06:00 AM  

  • Que interessante, prima!
    Pena que näo conversei com ela e com o Paulo sobre isto!
    Beijo,
    Paulo

    By Blogger paulofranke, at terça-feira, outubro 11, 2016 12:14:00 AM  

Postar um comentário

<< Home