Paulo Franke

30 dezembro, 2014

3. TENERIFE... El Teide, a Maior Montanha da Espanha


- Terceira Parte -

(ou) "Enamorei-me de uma montanha... e não a perdi de vista."

Cientistas da NASA fazem testes em El Teide, pela semelhança com o solo lunar.
Locações do filme "Fúria dos Titãs" feitas neste lugar.

^^^^^^^^
Montanha...não me refiro à montanha-russa na foto da DisneyParis passando diante da qual o tenista campeão espanhol Rafael Nadal...
 Percebendo-o ao nosso lado, meu neto rapidamente tomou a câmera de minha mão e o fotografou.


Refiro-me, sim, à montanha mais alta da Espanha, que fica exatamente em Tenerife.


El Teide
O vulcão, que fica nevado no inverno, acabou dando nome à ilha, já que Tenerife significa Morro Branco no dialeto local dos guanches, os nativos que habitavam o lugar antes da chegada dos espanhóis.  No plano mais próximo, parte de o Dromedário. 


Para o leitor ter uma boa idéia, esta maquete mostra a montanha, que tem 3.700m, bem no centro de Tenerife. A foto mostra em primeiro plano o norte da ilha.


Esta foto de satélite enfoca o sul da ilha. Ao lado da Playa de las Américas, onde ficava o meu hotel, está Los Cristianos.


Bem cedo o ônibus da Apollo veio pegar-me. Foto que tirei numa parada para quem quisesse tomar café, o que foi uma boa pedida, pois a maioria tinha perdido o desayuno no hotel.


 Foi praticamente um dia de excursão e, subindo sempre, apreciamos o nascer-do-sol.


E as montanhas que eu admirava lá em baixo, começaram a descordinar-se aos olhos.


Gosto de montanhas e de seu significado espiritual. 


O sol nascente ia acentuando mais e mais a beleza da paisagem.


A um ponto da subida paramos para apreciar um Pinho Canaro de 800 anos!


8 pessoas deram as mãos em volta do espesso tronco.


E chegamos ao Parque Nacional Cañadas del Teide.


Estamos dentro de um vulcão desativado cuja cratera mede 17km de diâmetro, ecoturismo puro.


A impressão é de que estamos em outro planeta... 


... tanto que minhas fotos começaram, sem explicação, a assumir um tom azulado!!


Em 1798 aconteceu a última erupção dentro do Parque Nacional.


 Outra bela e estranha foto em tom azulado.


Proibido fumar... mesmo neste lugar que conheceu muitas lavas vulcânicas!


Formações rochosas que, diríamos, só são conhecidas em outros planetas...


Como escrevi no início, aqui cientistas da NASA fazem testes pela semelhança com o solo lunar.


Aqui também foram feitas locações da versão mais recente, de 2011, do filme "Fúria dos Titãs", a que não assisti.


Um mapa do Parque.


El Teide e o sol compartilham um vibrante segredo que o leitor interessado poderá desvendar se ampliar a foto para ler.


Há helicópteros que levam o turista até a montanha, mas o preço de meia hora sobe às alturas. Há também um teleférico que leva à cratera, mas desativado naquele dia.


O grupo foi dispersado por uma hora para cada um explorar o ambiente ao seu modo.


O importante para mim era que ao longe a montanha aparecesse.


Enquanto seu topo atinja 3.700m...


... estávamos na sua base, isto é, a 2.250m.


Estranhas formações rochosas, mas ao longe a montanha!


Um zoom a deixa mais perto...


Transporto para cá a foto de El Teide que vi de outro ângulo - pena, num dia nublado... - quando visitei Puerto de la Cruz (postagem anterior).


Novamente, as estranhas formações rochosas...


... contrastando com a nevada El Teide.



Neste selfie, o detalhe da pulseira verde... colocaram-na lacrada no meu pulso no primeiro dia e só a tirei, obediente, no último dia... era o passe de entrada ao breakfast do hotel.


Não cansei de fotografar...


... o que minha irmã - casada com um descendente de espanhóis, por parte de pai e mãe - e uma amiga gaúcha, ambas formadas em Geografia, poderiam explicar de cátedra, igualmente alguns leitores geólogos ou experts em Geomorfologia.


Uma pausa no restaurante do local...


O momumento junto ao restaurante chamou-me à atenção... ao "vulcanólogo"  Teleforo Bravo, pela passagem recente de seu centenário (nasceu no mesmo ano de meu pai).



As teorias de Telesforo Bravo a respeito dos vulcões, contou-nos a guia da turnê, foram em sua época tidas como ridículas... Décadas depois, já morto, foram comprovadas como verdadeiras.


Como parte do monumento, que leva ao centro uma lava vulcânica, há um mural interessante e belo, como que uma porta espelhada.


"O ponto de encontro para nossa volta será na igreja" (significativo!), anunciou nossa guia...


... "onde nosso ônibus está estacionado."


Fui o primeiro a chegar, atraído pela igrejinha, que combina biblicamente com rocha, bom motivo (ao fundo)...


Embora fechada, seu exterior e arredores eram motivo suficiente para fotografá-la.


Então me lembrei de um episódio da vida do escritor escocês A.J.Cronin, um dos preferidos de meu pai (veja no link abaixo: "Quando a Segunda Guerra começou").


É Jesus Cristo a Rocha dos Séculos, e não Pedro...


Um adeus ao lugar que tanta inspiração me trouxe.

E logo estávamos no ônibus para visitar o último lugar do parque...


Pico Viejo, outro volcano cuja erupção se deu em 1909, a última registrada em Tenerife.


Tendo-o ao fundo, a oportunidade de uma foto com uma das guias, a belga de Bruges, cidade já visitada. Ela conhecia o museu-igreja que foi um hospital onde um antepassado de meu pai foi o curador cuja foto eu tenho para "registro familiar".


Com o motorista da turnê, "encantado" desde o início em conduzir un brasileño que hablava su lengua... "portuñol," digamos.


Na estreita estrada, lugar para passar um ônibus que me atraiu com algo escrito nele... "Tui", o apelido de um querido primo que, por parte de mãe, também tem sangue espanhol.


Na volta, passagem por El Rochedo...


... lugarejo turístico que me proveu as últimas fotos da turnê.


Tenerife e seus lugares magníficos!


Há outra turnê de um dia que explora a ilha em todo o seu contorno...


... de cerca de 2.035kms quadrados, mas a essa não me uni.



Enamorado da montanha, nos dias seguintes não a perdia de vista.


Sua pontinha estava sempre lá, perto do céu.


Em qualquer ponto da ilha por onde eu passeava, lá estava ela.



Quando fui duas vezes ao restaurante chinês, procurei uma mesa onde a pudesse contemplá-la.


É a rainha de Tenerife, sem dúvida... entronizada a montanha mais alta da Espanha!


O único souvenir, recuerdo da viagem... a caneca com a montanha El Teige nela estampada.

_______________________

L^I^N^K^S


Quando viemos morar pela primeira vez na Finlândia, em 1990, nosso navio costeou a ilha de Cabo Verde, na costa africana, uma das ilhas da Macaronesia,  que compreende as Ilhas Canárias, Açores, Madeira e Cabo Verde, de fato a única que não visitei (ainda?...).

No "Índice de todos os meus tópicos", à direita ao acessar meu blog em computadores convencionais (não em iPhones), o leitor poderá procurar pelas palavras-chaves, isto é, os nomes das ilhas, e ver minhas postagens respectivas.

Além das mencionadas, há as postagens sobre outras terras vulcânicas como Islândia e a recente visita a Pompéia, na Itália. 

^ ^ ^

"Quando a Segunda Guerra começou"... a visão das montanhas a partir da janela de uma igrejinha da Suíça ( leitura imperdível!)


___________________________

Próximas postagens sobre Tenerife:

4 - O MAIOR ACIDENTE AÉREO DA HISTÓRIA.
5 - EN EL EJÉRCITO DE SALVACIÓN.

Bienvenidos!

1 Comments:

  • Viajo literalmente....vulcões me encantam..imagino o perigo... sabe q eles muitas vezes acordam sem dar nenhuma pista...amo ver estas formações rochosas e analisar para entender como foram formadas...geomorfologia minha disciplina preferida nas aulas de Geo..
    Abraços Franke e Feliz Ano Novo e q seja muito abençoado com mais viagens....

    By Anonymous Rejane Pacheco, at terça-feira, dezembro 30, 2014 1:11:00 PM  

Postar um comentário

<< Home