Paulo Franke

11 junho, 2010

2. ... Em PARIS - Sena/Louvre/Ópera/Alexandre III...

O rio Sena/Seine é o ponto de referência essencial da cidade e faz também a divisão da capital em duas áreas distintas: a margem direita, do lado norte do rio, e a margem esquerda, ao sul.


Nenhuma cidade européia regula-se tanto por seu rio quanto Paris. Medem-se distâncias a partir dele, é ele que determina a numeração das ruas. Praticamente todos os edifícios de destaque de Paris ficam ou a beira do rio ou perto dele.




Uma das mais tradicionais e pitorescas atrações ao longo do rio Sena...



... barracas de postais, posters e pinturas ou desenhos de amadores ou mesmo réplicas de artistas famosos são ali encontrados, a maioria com o mesmo tema: Paris de todos os tempos!



Livros do tipo "sebo" são vendidos em profusão nas barracas ou muradas ao longo do rio.



Ancoradouros emprestam ainda mais beleza ao rio, cujas margens foram e têm sido focalizadas em muitos filmes, principalmente da década de 50. Quem se lembra de "Um Americano em Paris" (An American in Paris), com minha atriz favorita, a francesa Leslie Caron, e Gene Kelly?

Nesta parede de um prédio às margens do rio, marcações que mostram os diferentes níveis alcançados pelas águas de enchentes ao longo dos anos. A marca da de 1910 pode ser vista bem acima.


Meu neto lendo o Guia visual - Publicfolha de Paris, um livro Dorling Kindersley realmente indispensável a quem visita a cidade. Vimos o mesmo em outros idiomas nas mãos de turistas. Todas as legendas em itálico provêm deste guia.



Ao fundo, uma das torres do Museu do Louvre e no rio barcaças comerciais ou bâteaux mouches transportando turistas do mundo inteiro, ao som de La vie en rose, Douce France, chèr pays de mon enfance etcetera. (Etc., "e assim por diante", segundo um professor, não vem precedida de vírgula, uma vez que et significa e)



O Museu do Louvre, além de possuir uma das mais importantes coleções de arte do mundo, tem uma história que remonta aos tempos medievais. Foi construído em 1190 como fortaleza do rei Augusto para proteger Paris dos ataques dos vikings.



O exterior de cada prédio que compõe o museu já é uma obra de arte em si. Visitar o interior do museu pode ser uma tarefa para mais de um dia, portanto não foi possível desta vez (...).



Amizades são obras de arte.



A Entrada da Pirâmide. A nova entrada principal desenhada pelo arquiteto I.M.Pei, foi inaugurada em 1989, a mais recente alteração do Louvre das tantas que foram efetuadas através dos séculos.



Uma "peça de museu": - com 30 anos, na primeira vez que vi Paris, no Museu do Louvre diante do Arc de Triomphe du Carrousel. E comigo uma bolsa da VARIG, outra peça de museu. O Arco foi erguido em 1805 para celebrar as vitórias de Napoleão.




Ópera Nacional de Paris. Com uma mistura de estilos que vai do clássico ao barroco, este prédio de 1875 passou a simbolizar a opulência do Segundo Império. O visitante pode demorar horas na visita ao prédio que foi comparado a um bolo de casamento.



O bairro da Ópera agita-se com o movimento de banqueiros, corretores, jornalistas, frequentadores de teatro e turistas.



O imponente prédio da Prefeitura de Paris, na frente do qual há um telão que transmite imagens de Roland Garros, cujo torneio parecia atrair mais a atenção dos parisienses do que a expectativa pela Copa do Mundo. Vimos, no entanto, muitos brasileiros, turistas ou residentes, usando a camiseta da Seleção.


O espanhol Rafael Nadal venceu o torneio mundial Roland Garros de tênis realizado enquanto lá estávamos. Dias mais tarde, o encontramos na Disney Paris e meu neto o fotografou (aguarde a postagem "... Em Paris - Gente").

Pont Alexandre III, a ponte mais bela de Paris, com sua exuberante decoração Art Nouveau, de lampiões, querubins, ninfas e cavalos alados. Foi construída entre 1890 e 1900, ano da Exposição Internacional.


Seu nome é homenagem ao czar Alexandre III (pai de Nicolau II), que lançou sua pedra inaugural em outubro de 1896. É um fenômeno da engenharia do século 19. As quatro colunas fazem parte da estrutura dos pilares que absorvem o peso gerado pelo grande vão.


Este poste de iluminação dá a idéia exata da suntuosidade da ponte, que não foi possível ver à noite.

Sério na maioria das fotos, mas vivendo intensamente cada momento da visita a uma das cidades mais lindas do mundo, apesar do calor "brasileiro" dos primeiros dias!



No belo apartamento onde nos hospedamos, a magnífica visão do rio Sena nos seguia, também a da Torre Eiffel e, mais ao longe sobre o monte, a Basílica do Sacre Coeur.
*
____________________________________
.
"Há um rio cristalino na divina habitação,
Sai do trono do Cordeiro, para o gozo do cristão.
Sim, a ele nós iremos; a Cristo nosso Protetor veremos,
Desse rio sempre beberemos, ao lado do bom Redentor!"
(Do Hinário Salvacionista)
____________________________________

Próxima postagem:


"... em Paris - Notre Dame, Saint Chapelle..."


A bientôt! (Até já!)

5 Comments:

  • Esplendoroso tudo!!!!
    Que fotos maravilhosas e mais ainda, Paris!!! Dançar a beira do Sena. Leslie Caron e Gene Kelly sabem :o) . Que filme!!!
    Não posso escrever muito , mas tem tanta história nos lugares por onde passou que poderia me perder em tanto brilho de engenharia e técnica, gloria e coragem, idealismos e sonhos!
    A Ponte, a prefeitura, a OPERA!!!! Sr. Paulo foi como já lhe disse, sentir a história é sensação muito boa e vcs conseguiram pois andaram muito e a sentiram no corpo! Fico muito feliz por ter conseguido forças para viajar de novo, não desistiu e ganhou mais brilho interior. Tudo acontece por um motivo, nada é por acaso. Nenhuma folha cai...Sua viagem estava marcada e tinha um motivo e foi maravilhosa, não!?
    Mais uma vez, PARABÉNS!!!! Que bons ventos o levem e o tragam para nos mostrar as maravilhas do Mundo!
    Grande abraço!

    By Blogger Maria Thereza, at quarta-feira, junho 16, 2010 6:29:00 PM  

  • ANÁLIA, desde Paris:

    Às vezes a gente lê uma revista e se imagina dentro das paisagens, assim me senti vendo as postagens, com a diferença que estávamos mesmo juntos nas paisagens... O calor até que estava bom, agora tem um ventinho frio enjoado....

    Até a próxima postagem.

    By Blogger paulofranke, at sexta-feira, junho 18, 2010 9:55:00 AM  

  • ANÁLIA, desde Paris:

    Às vezes a gente lê uma revista e se imagina dentro das paisagens, assim me senti vendo as postagens, com a diferença que estávamos mesmo juntos nas paisagens... O calor até que estava bom, agora tem um ventinho frio enjoado....

    Até a próxima postagem.

    By Blogger paulofranke, at sexta-feira, junho 18, 2010 9:55:00 AM  

  • Nossa, a França tem tanta história que fico até perdido em meio a tantas, haha, super interessante sobre as antigas e históricas construções/monumentos, bem como sobre o rio onde a cidade gira em torno, hehe.
    Muito legal a postagem, sem contar as fotos que são maravilhosas.
    Abraço.

    By Blogger João Guilherme, at sábado, junho 19, 2010 7:36:00 AM  

  • Meu Deus quanta coisa linda e interessante...parabéns pelas postagens meu amigo...são um colírio para meus olhos!

    By Anonymous evelize, at sábado, julho 10, 2010 4:39:00 PM  

Postar um comentário

<< Home