Paulo Franke

01 abril, 2010

Primavera... são os PÁSSAROS voltando...



A Primavera...

é na Finlândia - país onde vivemos há quase 11 anos - a bela estação da volta dos dias ensolarados, das flores... e dos pássaros.





Eis que passou o inverno... aparecem as flores na terra, chegou o tempo de cantarem as aves, e a voz da rola ouve-se em nossa terra.

(Cantares 2:11-12)





Conforme este mapa, que obtive em Eilat, sul de Israel, a volta das aves migratórias se dá:
~

- via Oriente Médio, Eilat (extremo-sul de Israel): trigueiro (wheater) - andorinha (swallow) - águia (eagle) - cegonha (stork) - grou (crane) - falcão (falcon) via Espanha - Marrocos: bútio (buzzard) via Itália - Tunísia: pelicano (pelican)... (womb)


^~^~^~^~^

Informações adicionais obtidas, por telefone, pela Birdlife Finland:


Algumas espécies chamadas de comedores-de-insetos (ex. pardais) migram no inverno em sua totalidade para o sul da Europa.

Algumas migram parcialmente, deixando outros de sua espécie para trás (ex. o meiro (blackbird) e o robin), perto de lugares onde o homem lhes provê alimento.

Algumas espécies aguardam para ver como a situação de alimentos e a condição do tempo se apresentam (ex. o pato (mallard)), se preciso migrando para a Dinamarca ou sul da Suécia quando a comida está acabando. Se permanecem, se apoderam dos melhores ninhos na primavera. Para essa espécie, migrar tem sempre os seus riscos que envolvem perigo e cansaço.



Comprovando, certo dia, em pleno inverno rigoroso, vi patinhos, comuns em nossa cidade, vagueando em volta do lago congelado e sendo alimentados por pessoas bondosas. Semanas mais tarde, passei pela mesma ponte e os vi nadando em uma porção do lago descongelado: é a primavera chegando para a nossa alegria... e deles!


~¨~¨ ~¨ ~¨ ~¨



Transcrito do livro "Edificação Diária", de minha autoria.

O pardal encontrou casa, e a andorinha ninho para si, onde acolha os seus filhotes; eu, os teus altares, Senhor dos Exércitos. (Salmo 84:3)


O joão-de-barro é um pássaro interessante que constrói a sua casa sobre árvores, postes ou em lugares os mais curiosos. Seus nomes, conforme a região brasileira onde vivem, dão a idéia exata não só do material usado como da sua habilidade de construir suas casinhas: joão-de-barro, amassa-barro, oleiro, forneiro, pedreiro etc. Olhar sua foto transporta-me para a infância pelo tanto que são comuns no Rio Grande do Sul, e inclusive canto acompanhado do meu violão uma música tradicional gaúcha que fala que joão-de-barro quando canta no inverno e no verão é sinal de tempo bom.


Certamente não eram dessa espécie os pássaros referidos no salmo. Comentaristas mencionam que eles se sentiam tão à vontade em volta do altar que muitos faziam os seus ninhos sobre ele, perfeitamente "em casa" no santuário. Da mesma forma, sentia-se o salmista nos átrios de Deus.

Outro salmista, derramando as suas queixas perante o Senhor, lamenta: Sou como passarinho solitário nos telhados (Salmo 102:7).

O contraste entre a situação dos dois salmistas, que espiritualmente se compararam aos pássaros, é nítido: o primeiro "encontrou casa", isto é, está do lado de dentro, amparado; o segundo está "solitário nos telhados", isto é, está do lado de fora, desamparado.

Como nos sentimos espiritualmente? Há aqueles que vivem em situação de orfandade e abandono, sentindo-se desprotegidos ante os rigores da vida, piores dos que os do mais frio inverno.

É possível reverter essa situação e "entrar" para uma experiência onde sintamos proteção e calor sob o teto do Senhor, dependendo de nós. Onde vive você - dentro ou fora da presença de Deus?


No meio do rigoroso inverno, diante do nosso edifício, de repente vi um lindo pássaro solitário, um dos tais que não migrou. Felizmente não fugiu com a minha aproximação para tirar esta linda foto. Carência afetiva ou fraqueza pela desnutrição??

Em uma das minhas andanças para fotografar prédios da cidade onde vivemos, gostei e fotografei o acima, só mais tarde percebendo a presença de um pássaro solitário na torrezinha da esquerda.

^~^~^~^~^


Novo dia

Antes de o sol nascer, em desfolhada rama,
um pássaro me diz "bom dia!" e alegre chama...
- do sol que ainda não viu, cantando a viva glória,
antes de o fim da noite acorda, antes da aurora.
E, certo da alvorada, o pequenino alado
ao novo dia entoa um hino antecipado.
Aprendo com este irmão, sonoro e tão pequeno,
a crer no que é Infalível. Creio e me assereno.
Sabendo que não falha o grande amor divino
- antes de o sol nascer, desta fé me ilumino!

H.Greenville

.

å¨å¨å¨å¨å¨å¨å¨å¨å

.


Estas três fotos de pássaros foram tiradas por minha filha Martta quando, juntos, visitamos a Ilha da Madeira. Impressionou-nos na época não só a profusão de passarinhos nos lindos recantos da ilha, mas sua beleza e, o principal, o fato de não se assustarem com a proximidade das pessoas (outras fotos imperdíveis da Ilha da Madeira na primeira postagem do meu blog).



w¨w¨w¨w¨w¨w¨w



Guardamos com muito carinho algumas peças de trabalhos manuais que nosso filho fez, no final do primeiro grau, quando vivemos na ilha de Åland. Um desses trabalhos foi uma casinha para pássaros igual à da foto. Chegando da escola, prendeu-a em uma árvore e em breve veio contar-nos que pássaros já haviam tomado conta da casinha, cuja fotografia ele guarda e um dia quando me mandar cópia substituirei por esta. Em um telefonema lembrou-me de que às vezes gatos subiam no telhado da casinha e, pacientes, esperavam o passarinho chegar ou sair, algumas vezes colocando a pata através do buraco. E quem diz que histórias em quadrinhos de gatinhos perseguindo passarinhos são ficção??

.


A seguir, outra meditação do livro "Edificação Diária":


Despensa cheia - os pardais

Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo o vosso Pai celeste as sustenta. Porventura não valeis vós muito mais do que as aves? (Mateus 6:26)


Jesus utilizou-se do exemplo de um passarinho comum como o pardal para ensinar a respeito do cuidado e amor divinos. Referindo-se ainda ao pardal, falou que nenhum sequer cairá em terra sem o consentimento do Pai (Mateus 10:29), e acrescenta: Não temais pois! Bem mais valeis do que muitos pardais.


Temos assistido pela TV ao fenômeno anual da migração dos pássaros do hemisfério norte para o hemisfério sul. Migram não somente fugindo do frio, mas também em busca do alimento escasso nas terras cobertas de neve, onde o solo completamente congelado impossibilita a plantação. Como ao homem dá a capacidade de trabalhar para o sustento de sua família, deu aos pássaros a de voar em bandos, milhares de quilômetros, em função de sua sobrevivência.


Tranquilizando os Seus discípulos, que para segui-lO haviam deixado as suas redes ou outros ofícios, falava-lhes Jesus: Não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber... vestir... Observai as aves do céu... (vs. 25 e 26).


Um famoso pregador ilustrou o cuidado e a riqueza de Deus, o Senhor do Universo, com um dado obtido junto a estudiosos do assunto:


"Se todos os milionários do Texas reunissem as suas fortunas para alimentar os pássaros do mundo, seu dinheiro acabaria em um mês, porém, como afirmou Jesus, Deus os sustenta."


Que a nossa confiança quanto ao que havemos de comer, beber ou vestir - ainda que muitos leitores tenham um emprego seguro - repouse principalmente na certeza do amoroso cuidado dAquele a Quem Jesus chamou e nos ensinou a chamar de "Pai nosso"!

s^s^s^s^s^s^s




Um lindo souvenir presente de um amigo que vive em Israel, Jerusalém sobre as asas de uma pomba, que simboliza a paz.


Orai pela paz de Jerusalém!... Reine paz dentro em teus muros. (Salmo 122:6)





Do meu quarto de hotel, que dava para um aeroporto doméstico em Eilat, Israel, fotografei o velho Douglas DC-3, quem sabe da época da independência. A associação foi imediata com o versículo do livro do profeta Isaías - pleno de profecias sobre o retorno do povo judeu para a Terra Prometida - um deles:


Quem são esses que vêm voando como nuvens, e como pombas ao seu pombal? ... para trazerem os teus filhos de longe. (Isaías 60: 8...9)


z¨z¨z¨z¨z¨z¨z¨z¨z¨





Um estudo bíblico:

Obs.: Página escaneada de uma antiga edição do livro "Enchei-vos do Espírito", da autoria de Geziel Gomes, publicado pela Casa Publicadora das Assembléias de Deus. Um livro indispensável aos estudiosos da Bíblia.

*******^^^^^^^*******


Possuo um antigo "elepêzinho" da Discos Copacabana, comprado em Rio Grande-RS nos anos 70. Bom não ter-me desfeito dele todo esse tempo, pois ainda hoje "é sucesso" quando faço finlandeses - que gostam muito de pássaros - o escutarem. Duas faixas somente, "Noite Feliz" e "Jingle Bells", muito conhecidas, mas graças a Johan Dalgas Frisch, tornaram-se exclusivas. Johan perpetuou o canto das aves brasileiras e há algum tempo o mundo tomou conhecimento dos sons maravilhosos dos nossos pássaros. Com arranjos musicais de Moacyr Portes, os pássaros cantam como fundo dos cânticos natalinos, em uma precisão bela e artística. Quem sabe, depois de tantos anos, encontra-se à venda hoje CDs de seu primoroso trabalho através desta produção e de outras?


p¨p¨p¨p¨p¨p¨p¨p



Nunca tivemos em nossa casa pássaros em gaiolas, mas...



... gostamos desta tapeçaria de janela típica finlandesa feita por uma tia da Anneli...



... e deste vidro com tampa em forma de pássaro...



... e deste par de pássaros de vidro, presente de amigos da Brazilian Fellowship quando nos despedimos de Helsinki e "voamos" para Vaasa, às margens do golfo de Botnia, que banha a Finlândia e a Suécia.

" " " ~~~" " " ~~~ " " "




A foto que tirei do relógio-cuco, que minha irmã mais velha ganhou de presente de casamento, fez-me pesquisar no Google algo a respeito dos famosos relógios, destacando dentre diversos tópicos, este mais sucinto:



O relógio-cuco tem sua origem na Floresta Negra, região ao sul da Alemanha conhecida pela tradição na fabricação de relógios. Franz Anton Ketterer, artesão da aldeia de Schonwald desenvolveu este relógio na metade do século XVIII. O pêndulo do cuco se tornou tão popular que em 1808 existiam 688 relojoeiros e 582 vendedores na região. Somente em 1850 que a caixa adquiriu a aparência que se conhece atualmente. Friedrich Eisenlohr teve a idéia da casinha que abriga o cuco. Desde então, vários elementos decorativos têm sido acrescentados a caixa do relógio. Com sua caixa delicadamente esculpida a mão e seus ponteiros e pêndulo ornamentados este relógio é uma verdadeira obra de arte. Suas cordas, além de decorar o pêndulo, servem de contrapeso - uma para o relógio e a outra para o canto do pássaro. Duas membranas, ativadas por hastes de metal impulsionam o ar entre apitos que registra com o som de "cu-co" a aparição do charmoso passarinho.


¨'¨'¨'¨'¨'¨'¨'¨'¨'¨'¨'¨'¨'¨'

E mencionando a Pátria distante, recordei-me do poema abaixo, que às vezes éramos obrigados a decorar na escola. Sem a experiência do famoso autor, pois amo viver na Finlândia, sou grato a Deus, no entanto, pelas oportunidades que me tem concedido de visitar o Brasil, esperando que ainda o faça por muitos anos, se for da Sua vontade.

Canção do Exílio

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar — sozinho, à noite —
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu’inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Gonçalves Dias

poeta e teatrólogo

O final trágico da vida do grande poeta brasileiro, conforme Wikipédia:


Voltou à Europa em 1862 para um tratamento de saúde. Não obtendo resultados, retornou ao Brasil em 1864 no navio Ville de Boulogne, que naufragou na costa brasileira; salvaram-se todos, exceto o poeta que foi esquecido agonizando em seu leito e se afogou. O acidente ocorreu nos baixios de Atins, perto da vila de Guimarães no Maranhão, estado onde nasceu.

vwvwvwvwvwvwvwvw


L i n k


"Pássaros sobre os fios"


Birds on the wires

- capte a singeleza! -



http://www.youtube.com/watch?v=LoM4ZZJ2UrM



Lembrete:


Não se esqueça de, ao jogar fora o chiclets, embrulhá-lo antes, pelo que certamente os pássaros agradecem.

3 Comments:

  • Hoje esta chovendo e frio aqui, foi bom para ver a primavera dos pássaros, o João de Barro e a flor de maracuja, que me fizeram recordar de muitas coisas boas da infância! Abraços a toda família.

    Alexandre

    By Blogger paulofranke, at quarta-feira, abril 07, 2010 9:21:00 PM  

  • Olá amigo, lindo post!
    Como é bom presenciar a chegada de uma nova estação, e quando se trata de primaver...nossssssaaaaaaa...cheiro de parque, revoada de pássaros que sempre nos trazem a boa nova!
    Feliz por saber que estas vislumbrando todas elas e agradecendo como é de nosso dever!
    Uma linda primavera para todos vcs!
    Abraços

    By Blogger Maria Thereza, at sexta-feira, abril 09, 2010 5:45:00 PM  

  • Mais uma vez, como sempre, ótima postagem, hehe.
    Achei muito maneiro esse gráfico mostrando a rota dos passáros, é incrivel a quantia de kms que eles viajam... sem palavras. Aproveitando o assunto, como é bom voar não? haha, eu adorei.
    Primavera no hemisfério norte e Outono no hemisfério sul, ainda que aqui esta para começar a ser frio nota-se uma mudança no clima que no entanto é muito agradável, hehe.
    Eu adoro observar e ouvir os canticos dos passarinhos, são magicos... uma musica, hehe.
    Enquanto as mensagens biblicas, muito boa... sempre fazendo sentido em nossas vidas.
    Abraço e tudo de bom pra vc e sua familia.

    By Blogger João Guilherme, at sexta-feira, abril 16, 2010 10:54:00 PM  

Postar um comentário

<< Home