Paulo Franke

20 novembro, 2011

1 - E.T. e T.E. - uma Cantora e uma Atriz Reaparecem...


Ao ler duas revistas, uma em finlandês e outra em sueco, as línguas oficiais da Finlândia, minha filha de repente deparou com reportagens que logo chamaram a sua atenção: "O pai vai gostar e precisa saber disso!"

E lembrou-se de minha cantora gospel estrangeira favorita, Evie Tornquist (Karlsson), e sua em uma época de adolescente. Tenho discos de vinil e cassetes, abrangendo a maioria dos hinos que gravou. Mas a pergunta pairava sempre: "Por onde andará minha cantora gospel preferida? Não se ouve mais falar dela, não grava mais e praticamente desapareceu, como que 'enterrando o seu talento'..."



Evie, que aqui chamo de E.T., foi extraordinária ao cantar para louvar a Deus e sua voz parecia "extra-terrestre" ou angelical, reunindo swing e serenidade a ritmos americanos e escandinavos típicos!

~~~~

E a T.E. à direita, que foi enfoque da revista finlandesa?

Adivinho que mesmo meu leitores cinéfilos terão dificuldade de reconhecê-la. Vão ter um pouquinho de paciência, pois vou enfocá-la na próxima postagem. Valerá a pena voltar a visitá-lo, pois a postagem promete ser muito interessante, com fotos que tirarei "in loco", de lugares por onde ela andou...

~~~~



A primeira vez em que ouvi Evie cantar, através de uma cassete que nos chegou em 1974, de uma reunião do Exército de Salvação, em Nova York, que recebia a sua visita, pela sua voz, tanto ao falar quanto ao cantar, pensei tratar-se de uma senhora - como a sua foto atual mostra - e, não me esqueço, fui altamente abençoado e maravilhado com a E.T., que para surpresa minha era uma jovem como mostra a foto acima de quando começou a cantar e ser conhecida.



Em 1977, quando fui aos Estados Unidos pela primeira vez, adquiri os seus discos, lamentando que os brasileiros não tinham acesso àquele genio de cantora!



Então, em 1979, aconteceu um dos maiores eventos de que o meio evangélico conheceu no Brasil, o "Geração 79"! O enorme Anhembi, em São Paulo, encheu-se de jovens evangélicos dos mais longínquos rincões do nosso imenso Brasil. Trabalhávamos naquele tempo na instituição social que abriga mães solteiras e seus filhinhos, o "Rancho do Senhor", e o telefonema de uma amiga do staff do evento me fez correr de Kombi para lá e receber a comida que sobrara naquele dia... Mal imaginando que um banquete espiritual me seria servido ao conhecer a cantora que até hoje me abençoa com seus hinos!

Sabendo que Evie fazia parte da equipe de Billy Graham, na noite seguinte fui ouvi-la, carregando meus três discos dela! E lá encontrei meu amigo Asaph (foto) que com o Don divulgava o seu primeiro disco, "Celebraremos com Júbilo!" Tiramos uma foto estratégica, com Evie ao fundo, ensaiando para o encontro da noite, quando cantaria, apresentando-se pela primeira vez no Brasil. Numa pausa que fez, corri com meus discos para que ela os autografasse, o que fez com um sorriso, certamente admirada de eu possuir seus discos no Brasil, país que visitava pela primeira vez!

E no domingo seguinte, na grande campanha de Billy Graham no estádio de futebol do São Paulo, vi ao longe Evie pela última vez. (Já tenho contado que naquele mesmo domingo, aceitando o meu convite para cantarem e pregar para as moças, Asaph, Don, Carmélia e seu marido almoçaram também conosco)



Mais tarde adquiri, no Brasil mesmo, os dois discos acima de Evie, cujos hinos faziam-me chegar à doce presença de Deus de tanto que seu louvor, a beleza e o balanço de sua inconfundível voz me abençoavam, e isso pelas décadas seguintes. Seria seu ritmo escandinavo uma semente no meu coração, pois anos mais tarde viemos trabalhar para Deus aqui na Escandinávia? Depois E.T. sumiu... Mas no disco da esquerda ela cantava um hino cujas palavras por alto diziam "Senhor, tenho cantado para Ti há tantos anos... Quem sabe agora encontras uma outra moça para cantar Teus louvores" (uma despedida?). De qualquer forma, era uma profecia também, lembrando-me de que nos dias atuais centenas de jovens louvam a Deus em CDs facilmente adquiridos, no mundo inteiro!

~~~~~

Enquanto faço esta postagem, escuto-a cantar com seu marido, em sueco...




Então minha filha me manda pelos correios a revista que traz uma reportagem de Evie e seu marido Pelle Karlsson, um compositor evangélico sueco, residentes em Naples-FLA, onde têm a sede de seu ministério. A revista mostra na capa uma Evie atual, com 54 anos, não mais aquela bela e graciosa jovenzinha, mas certamente com uma experiência bem mais sólida com o Deus que serve desde a sua mocidade.

~~~~

EVIE TORNQUIST-KARLSSON

Nasceu em 1957, em Rahway, New Jersey, USA, de pais imigrantes noruegueses. Começou a cantar quando visitava a terra de seus pais. E aí não parou, gravando 30 álbuns, inclusive vários em línguas escandinavas. Ganhou o troféu Dove Award pela voz feminina do ano de 1977 e 1978. Casou-se em 1979 com o pastor e músico Pelle Karlsson, com quem cantou muitos hinos, inclusive gravados, e retirou-se do cenário como cantora em 1981 para continuar em outras avenidas de ministério cristão. O nome de Evie fez parte do Gospel Music Hall of Fame, em 2005, sendo que inaugurou com o seu nome o Christian Music Hall of Fame. (Google)

Discografia:

Evie (1974)
Evie Again (1975)
Gentle Moments (1976)
Come On Ring Those Bells (1977)
Mirror (1977)
A Little Song of Joy for My Little Friends (1978)
Never the Same (1979)
Unfailing Love (1981)



Evie canta com o acompanhamento de seu marido. Eles, que são casados há 32 anos, têm dois filhos. O ministério do casal atualmente é muito voltado para a China onde a igreja floresce vigorosamente dia a dia.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


L i n k s


Ouça Evie cantar:

"Say I do!" - a primeira música que ouvi Evie cantar:




http://www.youtube.com/watch?v=yydqnfYqT0E


http://www.youtube.com/watch?v=tDx6I3Hox9E&feature=grec_index


- E poderá ouvir mais em minhas postagens de Natal, em breve. -


~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Visite meu segundo blog, de histórias de como nasceram conhecidos hinos evangélicos:


www.paulofranke-historiasdoshinos.blogspot.com

~~~~~~~~~~~~

10 Comments:

  • Huauuuuu...nunca a tinha ouvido! Que linda vóz! Tem veludo nas cordas vocais!
    Ouvi vários clips agora pelo Youtube, trata-se de uma vóz que não cansa, não enjoa, sua apresentação tem dinâmica, seus vibratos na medida certa. Pelo tempo em que foram gravados, presumo que não havíam gravações digitais onde, como as cantoras de hoje, podem desafinar e a tecnologia moderna, afina ao fazer a gravação. Portanto ... sua E.T é afinadíssima!
    O mais importante é que, mesmo não entendendo a mensagem devido ao idioma, sentimos que está louvando ao Senhor, e para nosso Senhor éla esta dando o MELHOR!
    Parabéns pela matéria e pelo seu bom gosto!

    By Blogger Yara, at terça-feira, novembro 08, 2011 8:12:00 PM  

  • Paulo, eu tambem gostava muito da Evie. A minha filha, Sonia, na primeira apresentacao dela no Exercito em Seattle cantou a musica da Evie "Mirror" e o povo todo achou que a voz dela era tao parecida com a Evie... Gostaram mesmo... Eu pensei que ela e o marido moravam aqui na Florida, na area de Naples e conduziam o ministerio deles de lah... Voce tem certeza que eles moram na California?

    A.H.
    Flórida

    By Blogger paulofranke, at terça-feira, novembro 08, 2011 8:22:00 PM  

  • Obrigado
    ... Yara, pelo teu comentário, relevante por seres cantora!
    ... Albert, pela correcão quanto ao local onde moram e têm a sede do ministério. Já corrigi na postagem!
    Franke

    By Blogger paulofranke, at terça-feira, novembro 08, 2011 11:54:00 PM  

  • De fato a Evie é uma cantora abençoada e até hoje curto suas músicas. Muito legal saber dela por meio do teu blog. Eu sempre tinha em mente aquele rostinho jovem e angelical, mas o tempo passa e a gente se transforma fisicamente, o que não foi diferente para ela. Gostei muito de saber que ela continua cantando e servindo ao Senhor!

    By Blogger Jairzinho Gaúcho, at segunda-feira, novembro 14, 2011 4:20:00 PM  

  • Oi dindo! Desde que vi teu e-mail sobre este post fiquei ansiosa para comentar, mas só agora consegui. Meu primeiro disco da Evie (Evie) tu que me deste, quando foram aos Estados Unidos em 1977. E eu adorei! Até hoje escuto-a, sabes, e consegui mais alguns LP's dela. Tenho também as fitas cassete que me deste. Mandei converter para CD esse primeiro LP e uma das fitas, para poder ouvir no carro. A voz dela e a do Hosanna! (fitas cassete que me deste) são as mais bonitas, do que conheço, tanto na musicalidade quanto nas letras. Eu também estive no show dela em SP, lembras? Eu estava de férias lá e fui contigo e a Anneli. Tenho duas fotos, uma com a Anneli na platéia e uma da Evie cantando. Beijos

    By Blogger Luciana, at quinta-feira, novembro 17, 2011 2:30:00 PM  

  • Uma das fitas K7 que me deste (em 1988) é de hinos: Evie Hymns.

    By Blogger Luciana, at quinta-feira, novembro 17, 2011 2:38:00 PM  

  • Post indicado para os melhores da semana. http://blogsdecinemaclassico.blogspot.com/2011/11/links-da-semana-21-27-de-novembro.html

    By Blogger Carla Marinho, at domingo, novembro 27, 2011 8:00:00 PM  

  • Bom dia. Eu procuro um CD da Evie Karlsson chamado Hymns e não encontro no Brasil. Ela canta vários hinos antigos nesse CD e o meu favorito com ela eu não encontro em lugar nenhum: Near to the Heart of God. Se vc tiver, por favor, compartilhe.
    www.facebook.com/manoelmiguel
    Escritor - Palestrante - Coach
    Meu livro em www.vivermaiscomsaudeefelicidade.com

    By Blogger Unknown, at quarta-feira, agosto 14, 2013 5:47:00 PM  

  • Paulo que benção,quando eu ouvi Evie a primeira vez ela já tinha deixado de gravar,sou de 85 e ouvi sua música já na adolescência "Live for Jesus" que amo,depois ouvi uma versão dessa música,uma cantora que não sei quem é,sou apaixonada com as músicas antigas pois elas nos tocam profundamente,além de serem lindas são inspiradas por Deus,fico triste pois aqui no Brasil é muito difícil encontrar seus trabalhos,sou grata a Deus por vc ter tornado um pouco mais conhecida a história e a trajetória dessa adoradora,Deus te abençoe.

    By Anonymous Érica Domingos, at segunda-feira, abril 21, 2014 9:20:00 PM  

  • Sou apaixonada por Evie... mas não sabia nada sobre ela.
    Tive contato com dois de seus discos, mas apenas para ouvir, pois eram muito caros e minha infância foi bastante modesta, não sobrava dinheiro para esses luxos. Meu primeiro disco ganhei quando já estava com 17 anos. Era do cantor, agora gospel, B.J. Thomas. Nunca encontrei os discos da Evie para comprar, porém nunca me esqueceria dela: a versão mais balançada de How great thou art e uma das mais belas de Lead me to Calvary!!! Certamente foi bastante edificante encontrar essa matéria. Meus parabéns.
    Márcia Simaan
    Grupo Novo Ser

    By Anonymous Anônimo, at quarta-feira, junho 21, 2017 6:37:00 AM  

Postar um comentário

<< Home