Paulo Franke

08 março, 2016

Olhem aqui,"nous a Paris!!"/Albinho imitando o do Facebook.





Oh-la-la

Na primeira vez, pouco antes de me casar, no verão de 1973.



Na que considero a última vez, com meu neto, em uma viagem marcante, que, se interessar ao leitor, pode clicar abaixo e ver cada lance:




 ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤





Sim, na primeira InteRail (de trem pela Europa) inclui naturalmente La Ville Lumière.


A bandeira do Brasil e a Torre Eiffel mereceram uma foto.


Nessa vez hospedei-me em um Centre d'Espoir, oportunidade de conversar com muitos homens internos na grande obra social parisiense. Estadia gratuita!

Armée du Salut, Cité de Refuge, Paris Photo : Olivier Martin-Gambier 


Na primeira vez visitei o famoso "Palais de la Femme", onde centenas de mulheres residem.





 ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤






Filha e netinha na Universal Studios na DisneyParis.




Quando o netinho foi a Paris, comprou um postal para o vovô
colocar no armário de souvenirs.


E o postal está lá até hoje!


Gosto desta foto da filha meditativa junto ao rio Sena.



Também da neta, parece que meditando também.



O netinho, igual ao vovô quando menino, gosta do Peter Pan, na DisneyParis.


Filho e nora em Paris no inverno.


 ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤




Nunca estivemos juntos em Paris... aqui, no Epcot Center, na Flórida, 1985.


Fotos desta semana...



... passeando com o nosso filho.




Claro, ela não deixou de publicar seus cartões-com-arte...


... um dia sequer enquanto lá esteve, às vezes in loco.



Nós dois fomos a Paris, mas nunca juntos, mas quem sabe um dia!!




... de volta pra casa, Anneli!

 ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤














The last but not the least /
 Le dernier mais pas de moindres...


Minha artista favorita, Leslie Caron, era francesa, aqui com Gene Kelly/ Uma nova amiga finlandesa, com quem bati longo papo num voo, é atriz na França/ Meu primeiro chefe no ES era francês/ Meu próximo chefe aqui na Finlândia será um francês.

 ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤





A primeira vez que lavei roupa na vida foi quando nomeado em Neves-São Gonçalo-RJ, em 1969 (garanto que a água do tanque não era esta azul cor de anil...) Quando a vizinha, uma lavadeira, me viu ficou indignada e começou a lavar a minha roupa. Um dia ouvi na casa dela risos... era seu filho, estudante, contando que a redação que ele fizera sobre Maria Antonieta e um brasileiro lendário ganhara o prêmio e ele iria a Paris!! Os dias se passaram e um dia, ouvi novamente o barulho incomum do outro lado do muro... ele voltara da França e começava a contar a sua grande aventura. Depois de no máximo 40min, a mãe o interrompeu dizendo: "Agora vamos parar por aqui, pois tenho que continuar a lavar roupa senão meus freguezes não vão gostar!" 
Saudade daquela boa vizinha!


 ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤




Por exemplo, esta história heroica de dois oficias salvacionistas que esconderam judeus durante a 2Guerra Mundial - basta clicar no link:



http://paulofranke.blogspot.fi/2015/01/justos-de-todas-as-nacoes-cristaos-que.html

Quando, da Inglaterra, "desci" por Dover, Calais e Dunkerque, na minha última InteRail:



O dramaturgo francês, que recebeu Prêmio Nobel, lendo o jornal do Exército de Salvação:

http://paulofranke.blogspot.fi/2015/03/en-avant-albert-camus-e-o-larmee-du.html

Uma cidade heróica, que escondeu judeus na 2Guerra Mundial, que eu quis visitar na última InteRail,
para saber, um tanto desapontado, que por lá não passava trem:



e

... o que tenho visto de mais bonito sobre Paris; aprecie também:

http://www.gillesvidal.com/blogpano/paris.htm

MERCI  BEAUCOUP!


3 Comments:

Postar um comentário

<< Home