Paulo Franke

10 junho, 2011

Os 125 anos da COCA-COLA, "A pausa que refresca"

A tendência de escritores de blog é carregar em assuntos pesados, portanto venho hoje com uma postagem light, tipo fazendo uma "pausa que refresca".

Nestes dias de temperaturas atípicas de verão aqui na Finlândia - a previsão para o final de semana é de 30 graus positivos! - escrever, portanto, sobre os 125 anos da Coca-Cola, "it's the real thing"!





A Coca-Cola para mim tem um sabor acima de tudo nostálgico... A revista Seleções de 1943, ano em que nasci, colocava em suas páginas comerciais do refrigerante recém-chegado ao Brasil e de aviões da "máquina de guerra", lado a lado. Alguém escreveu que a primeira palavra que aprendeu a falar foi "Coke". Não foi o meu caso, mas ela é lembrada desde os primeiros anos e na continuação da vida, não é mesmo?

Cantarolávamos a musiquinha Coca-Cola (2x), oi! me faz um bem! Coca-Cola (2x), oi! pra nós também! Que pureza, que sabor, Coca-Cola tem! Nós queremos Coca-Cola, Coca-Cola faz um bem! e Doris Monteiro no final desta postagem refresca a memória de alguns de nós com o primeiro comercial da Coca-Cola no Brasil (youTube).

¤ ¤ ¤ ¤

Por sua vez, no ano de 1967, Caetano Veloso cantava, em "Alegria, alegria!": Eu tomo uma Coca-Cola, ela pensa em casamento, eu nunca mais fui à escola...

¤ ¤ ¤ ¤

Ainda ontem eu assistia pela TV ao filme noir "A Hora final" (On the beach), uma ficção científica de 1959 com Gregory Peck, Ava Gardner e Tony Perkins (Veja no link abaixo a relação deste filme com meu ingresso no Exército de Salvação). Menciono isso porque de repente, com o assunto Coke na minha mente, a Coca-Cola entra em cena...



Um sinal no Morse captado no Polo Norte, faz o submarino dirigir-se à Long Beach para sondar se de fato a população mundial, com exceção à da Austrália, desaparecera pela radioatividade...




A descoberta surpreende: uma garrafa de Coca-Cola caída no aparelho de Código Morse ocasionara o falso sinal.

¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤


"Coca-Cola engorda? Não, quem engorda é você!",
emprestando a piada do chocolate...

Temos sido bombardeados por alertas que mencionam os males do refrigerante à saúde. Eu, que geralmente tomo somente um refrigerante tamanho pequeno por semana, tenho a dizer que a falta de moderação é o pior dos males em termos de comes-e-bebes. Mas isso é tão difícil de ser assimilado, não é verdade? Sugiro que imprima e recorte o desenho na sua geladeira.



¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤



Em 1952, a Coca-Cola abriu sua fábrica na Finlândia e tenho o postal que marca seus 50 anos.



A latinha finlandesa que comemora os seus 125 anos é bem modesta; quem sabe encomendo a do Brasil, certamente mais especial?! E quem se lembra das promoções em miniatura, tanto de engradados como de antigos carrinhos que a transportavam?

¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤

Um "gole" de história:


Em maio de 1886, a Coca-Cola foi inventada pelo Dr. John Pemberton, um farmacêutico de Atlanta, Georgia, EUA. O nome foi uma sugestão dada pelo seu contabilista, Frank Robinson, que, por ser um desenhista, escreveu o nome Coca-Cola como que em letras flutuantes, como o lemos até hoje.

Foi uma lei proibitiva em 1886 que persuadiu o Dr. Pemberton a dar outro nome e reescrever a fórmula do seu tônico para os nervos, estimulante e remédio para dor de cabeca, "Pemberton's French Wine Coca", vendido naquele tempo pela maioria senão todas as drogarias da cidade. Era então considerado a bebida ideal da temperanca. Embora tendo morrido pouco tempo depois, a marca registrada que ele e seu parceiro criaram há mais de 100 anos tem um reconhecimento mundial mais do que nenhum outro branding no mundo.

E no Brasil?

1942 – No dia 18 de abril foi inaugurada a primeira fábrica da Coca-Cola no Brasil, localizada no bairro de São Cristovão, no Rio de Janeiro. Também, no mesmo ano começou a produção de embalagens de vidro com 185 ml. Até então, a comercialização da Coca-Cola no país era exclusiva aos soldados americanos. A partir desta data, começa a comercialização para o mercado brasileiro, propriamente dito.
1943 – No dia 6 de janeiro estreou o programa “Um Milhão de Melodias”, na Rádio Nacional, que era transmitido às quintas-feiras em horário nobre. O programa foi o primeiro a ser patrocinado pela Coca-Cola no Brasil.
A Coca-Cola representava a troca de culturas entre brasileiros e americanos naquela época. No dia 28 de janeiro o então presidente americano Franklin Delano Roosevelt veio ao Brasil para se encontrar com o presidente Getúlio Vargas, acertando assim o envio de tropas do exército brasileiro para a Segunda Guerra. No mesmo ano foi inaugurada a primeira filial da Coca-Cola na cidade de São Paulo.

(ambos os dados históricos foram fornecidos pelo Google)


¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤



Não me considero um desses "fanáticos" por Coca-Cola memorabilia, mas tenho uma coleção de principalmente latinhas vazias. Tudo começou em Rio Grande-RS, nos anos setenta, quando eu visitava navios e distribuía nossa literatura em inglês. Como me era oferecido o refrigerante, guardava a latinha dos navios dos diferentes países que visitava. E sempre minha coleção fazia parte da decoração de nossa cozinha, com a permissão da "patroa". Na foto acima, ela foi transferida para o salão social de nossa igreja na cidade de Vaasa quando lá trabalhamos...



... para ir parar no canto de nosso quarto-escritório no atual apartamento onde vivemos.



Pelo espaço reduzido, elas tiveram que ser colocadas em um armário fino e alto e, acumuladas, já não podem mais ser exibidas ou identificadas no sentido de a que países pertencem. Somente nas raríssimas ocasiões quando tirar-lhes o pó, minha tarefa, se faz necessário, almost never!



"A pausa que refresca" também no calor de Israel (1986).


¤¤¤¤¤



Quando vivemos nos USA, não conhecíamos a hoje popular "máquina vermelha", o que motivou uma foto de nossa filha, na mesma idade atual de sua filha, ao lado da máquina.


Chegávamos para trabalhar nos EUA, Nova Jersey, exatamente no mês de julho de 1985. Enquanto isso, em Illinois, acontecia o congresso internacional de jovens salvacionistas com o tema "Construindo um Novo Mundo" (Building a New World). A Coca-Cola homenageou o evento com o logo do congresso, saciando a sede dos participantes naquele verão quente americano.


A Coke comemorativa me foi presenteada pelo colega Torben Eliasen que a tinha como decoração em seu escritório de Relacões Públicas em São Paulo. Líder atual, com sua esposa Deise, da obra em Moçambique, certamente bebem Coca-Cola para saciar a sede, enquanto "constroem um mundo melhor" naquele sofrido país africano.

¤¤¤¤¤¤¤¤


Curiosidades

"Stridsropet", nosso jornal da Suécia, publicou certa vez que, após pesquisa feita nos EUA, foi comprovado que os dois logos mais populares na nação são o da Coca-Cola e o do Salvation Army (Exército de Salvação).

¤¤¤¤¤¤

Li em "Mensagem da Cruz", revista que circulava nos anos 70 e 80, que a famosa e
mundialmente aceita Coca-Cola quase não obteve sucesso inicial no Brasil. Houve um lançamento sensacional e muita gente começou a bebê-la, mas em pouco tempo o consumo começou a diminuir e foi comprovado que o brasileiro não gostava do seu sabor. Inúmeras experiências foram feitas por técnicos, até que descobriram que acrescentando um pouco de canela agradaria o paladar de nossa gente, o que realmente aconteceu.

Meu paladar comprova a veracidade desta história, pois quando viajamos para o exterior pela primeira vez sentimos um gosto diferente no refrigerante, o que nos decepcionou e nos fez deixar de tomá-lo. Não tenho provas, mas o atual gosto semelhante ao do refrigerante produzido no
Brasil leva-nos a crer que hoje em dia, em muitos países, a canela faz parte da sua fórmula.

Algo a fazer pensar:

Aproveitando-me do comentário acima, pergunto ao leitor:

Que "ingrediente" acrescentado à sua vida pode valorizá-la? Muitas sugestões podem ocorrer-lhe, mas a meu ver uma fé genuína em Deus, uma vida que inclua o ajudar ao próximo, a oração, a leitura da Bíblia, o frequentar uma igreja, tudo com a cobertura de amor às pessoas transformariam sua vida, com certeza, pois comprovadamente "it's the real thing!"


¤¤¤¤¤¤¤


L i n k s


Primeiro comercial da Coca-Cola no Brasil (canta Doris Monteiro)



http://www.youtube.com/watch?v=PR9NmRbEct4


¤ ¤ ¤ ¤


Spectacular Coca-Cola 3D 125th Anniversary Illumination


http://www.youtube.com/watch?v=KFshiUe_Mmw&feature=player_embedded

¤ ¤ ¤ ¤

O filme citado, "A hora final" (On the beach), influenciou-me a ingressar no Exército de Salvação:

http://paulofranke.blogspot.com/2008/05/quando-como-e-por-que-ingressei-no.html

¤ ¤ ¤ ¤ ¤

4 Comments:

  • Muito boa postagem!
    Deliciosa, "soft", "light" !
    Tem razão quando diz que Coca-cola tem que ser tomada com moderação e é assim que ela continua gostosa e faz um bem!
    Tomo em momentos especiais:passeios, na praia,
    quando estou cansada ou com calor precisando carregar as baterias: sinto-me logo melhor e como você diz gostinho de saudade como o do guarana da Antartica ou "Champanhe"!
    Saudades do Brasil, da infância!
    Nada de light nem sem cafeina o negocio é Coca-Cola normal de vez em quando! (exceto talvez para quem tem problema de saude importante tipo diabete! Isso é outra coisa.)

    By Anonymous Anônimo, at sexta-feira, junho 10, 2011 6:45:00 PM  

  • Tenho elogiado muitas vezes suas postagens, e sei que continuarei. Gosto de praticamente todas, tenho aprendido muito e tenho também sido muito abençoada! Este meu comentário, não será para elogios, embora esteja muito bem desenvolvido no que se refere a informações. Quanto a Coca-Cola, meu patriotismo "aflora" ... e penso o quanto a américa latina e outros demais países ainda "engordam" os bolsos da américa do norte acompanhada do M'Donalds e outros mais!
    Confesso, não tomo Coca-Cola, não levo meus netos a este estabelecimento de lanches com gosto de "isopor".
    Viva nosso GUARANÁ CHAMPANHE e nossos lanches genuínamente NACIONAIS!
    Você sabe querido colega o quanto o amo e respeito, mas espero que a democracia também encontre lugar nos comentários.
    aBRaços ...(gosto desta sua assinatura)

    By Blogger Yara, at sexta-feira, junho 10, 2011 7:14:00 PM  

  • Que legal, ter mencionado a garrafa comemorativa que Torben te deu! Eu nao lembrava, mas ao ler veio à mente. Abração e obrigada pela menção.

    Deise
    Moçambique

    By Blogger paulofranke, at sábado, junho 11, 2011 6:56:00 PM  

  • Paulo, tuas fotos fizeram-me lembrar da minha coleção de latinhas quando eu morava no RS... hahahaha! Será que isso era mania de gaúcho?? Quando nos mudamos, meu pai vetou trazer tantas latinhas, foi um presentão pra uma senhora que vendia latinhas de alumínio, hehe! Abraços!!

    By Blogger Valeria e Enio, at segunda-feira, junho 13, 2011 3:41:00 AM  

Postar um comentário

<< Home