Paulo Franke

28 janeiro, 2010

Encontrados dentro de casa... MORTOS HÁ ANOS!

- Encontrados dentro de casa... mortos há anos!


- A "síndrome de Greta Garbo"


- Nosso clube da terceira-idade e sua "turminha"!


- Avós amam e são amados, embora causem uma das primeiras tristezas no coração dos netos. Por quê?


- Tia Emma, a primeira mulher a trabalhar no Banco do Brasil no Brasil.


- Pensamentos e duas "Orações do Idoso"
________________________________________
.
No estranho idioma finlandês, no jornal desta semana, uma estranha história. Rara, mas real.



No nosso primeiro ano na Finlândia, chocou-nos uma notícia no jornal:



"Homem foi encontrado morto em seu apartamento... depois de 6 anos!!"

Uma das evidências foi a correspondência de seis anos acumulada desde o buraco de correspondência na sua porta até o assoalho de sua casa. Ao ser descoberto, a data da primeira carta no enorme "monte" comprovou a data de sua morte. Contas de luz e outras eram diretamente descontadas de sua conta bancária. Pelo fato de uma de suas janelas estar semi-aberta, o prolongado inverno como que preservou o corpo da decomposição. Vizinhos não deram conta de sua ausência, nem mesmo o síndico do prédio. E o pior, ao que me consta, o homem tinha filhos... Que triste!

Esta semana soubemos de uma mulher que estava morta em seu apartamento durante 2 anos e meio (recorte do jornal acima) na capital do país. Quando o prédio precisou renovar janelas de todos os apartamentos, foi preciso contatar a moradora... morta todo esse tempo!

Triste porque significa que ninguém se importava com ela, ninguém lhe telefonava para saber como passava, nenhum parente, se é que tinha, estranhou o seu silêncio.

Naturalmente, os casos relatados são incomuns; comuns são casos de pessoas encontradas depois de dois meses... Que triste, mesmo assim!

Na palestra que fiz na nossa igreja na semana passada, baseei-me no mandamento "Honra a teu pai e a tua mãe para que se prolonguem os teus dias sobre a terra" (Êxodo 20:12) e usei a notícia acima para incentivar filhos a que liguem com frequência para os seus velhos pais, quem sabe viúvos e vivendo sozinhos. E pessoas de idade a que sejam sociáveis, frequentem clubes e programas que a comunidade disponibiliza para os idosos, inclusive de natação; que frequentem igrejas, que liguem elas mesmas para seus filhos, parentes ou amigos.

E citei o bom e o mau exemplo de Greta Garbo, a artista sueca que fez sucesso por décadas em Hollywood. Como adolescente era sociável e frequentava o Exército de Salvação em Estocolmo, inclusive participando do grupo de violões e cantando animadamente. Nos últimos anos de sua vida, enclausurou-se a tal ponto que "síndrome de Greta Garbo" exemplifica o caso de pessoas que se isolam completamente no final da vida, principalmente.

_____________________________________________________

.

Forma um tanto grotesca de iniciar esta postagem, reconheço, que passa a ser a partir daqui uma mensagem de ternura e simpatia, que deve ser lida por pessoas jovens ou adultas e, se possível, repassada a outros ou recomendada a sua leitura, a bem das pessoas da terceira-idade de sua família ou de sua comunidade.




Este carrinho não é Volvo, mas é popular na Escandinávia! É usado por pessoas idosas mesmo durante o inverno com gelo e neve nas calçadas. Muitas o empurram devagar, outras em disparada, conforme a sua "aptidão física". Quando se cansam, sentam-se na pequena plataforma que serve de assento, naturalmente usando o freio. Chama-se rullator no idioma sueco.

Uma das primeiras impressões de quem visita a Escandinávia é o número de pessoas idosas pelas ruas, nos shopping-centers, nas conduções, em todo o lugar. Dos segredos desta loooongevidade destaco dois: medicamentos e exercícios!

______________________________________________________


Nosso clube da terceira-idade:

Um deles é um pianista exímio, fala diversos idiomas e é hábil na Internet. Sua meiga esposa o acompanha sempre. Uma vive em um lar de idosos, mas por gostar tanto de cantar, dá uma escapadinha e vêm à reunião. Uma serve a Deus há diversas décadas. Outra é mãe de uma comissária de bordo da Finnair há 30 anos e semanas atrás trouxe uma foto de sua filha no avião ao lado do Papa João Paulo II. Um ainda se lembra de quando sua mãe foi levada pelos alemães na guerra, o que ela presenciou chorando. Uma está triste porque agora precisa usar o rullator. Outro não tem frequentado ultimamente, e mesmo uma viagem à bela Suiça para visitar sua filha não o livrou da depressão.

__________________________________________________


Algumas pessoas idosas admiráveis...



Morre a mulher mais condecorada do Brasil

A Globo.com noticiou em 8.12.2009 o falecimento da major Elza C. Medeiros, a mulher mais condecorada do Brasil, tendo recebido 35 medalhas. Aos 19 anos, foi a primeira voluntária a se apresentar para lutar na Segunda Guerra Mundial

Durante a guerra, ela trabalhou nos hospitais de evacuação na Itália, distante do front, em turnos de 12 horas. Segundo o CML, nenhum soldado que foi tratado por ela morreu. Ela atuou como oficial de ligação e enfermeira-chefe no 7th Station Hospital, em Livorno. Com o fim da guerra, foi dispensada logo após o retorno ao país, indo trabalhar no Banco do Brasil. Aos 60 anos, aprendeu a pilotar ultraleves. Escreveu 3 livros sobre sua experiência na guerra.



Depois de trabalhar durante 50 anos no Brasil, voltou à sua terra.

Essa é minha sogra, Martta Hämäläinen, que depois de trabalhar como missionária do Exército de Salvação no Brasil durante 50 anos, com seu saudoso marido, resolveu voltar à sua terra natal, a Finlândia. Na foto abaixo, posa ao lado do enorme bolo de frutas que seu genro e filha que vivem no Brasil prepararam para a grande festa de seus 80 anos. Hoje, com 86 anos, continua ativa, ora no seu tear ora fazendo tricô, também assando no forno muitos doces típicos finlandeses, sempre disposta, da mesma forma, a receber a família toda para o almoço! Vive em um prédio do ES onde moram também muitas amigas aposentadas. Anneli e ela ligam uma para a outra diversas vezes por semana, como também suas três filhas que moram no exterior, no caso no Brasil e nos EUA.



A primeira mulher a trabalhar como funcionária do Banco do Brasil no Brasil.

Tia Emma Berg Medeiros - casada com o irmão de minha saudosa mãe - foi a primeira mulher a trabalhar no Banco do Brasil. Ingressou como escriturária, por concurso público, em 1924, em Pelotas-RS. Foi gerente de carteira de cobrança e de ordens de pagamento, função na qual se aposentou, em 1954, na mesma agência onde começou a trabalhar. Ao completar 100 anos em 2004, foi homenageada na revista do Banco do Brasil e recebeu de representantes da entidade bancária uma medalha comemorativa e um casaco de lã. "Mais do que fazer história, ela mudou a história", foi citado a seu respeito.



Um açoriano, a "nossa cara"!

E os homens admiráveis, nenhum citado aqui? São tantos que não haveria espaço nesta postagem, na verdade. Mas, digamos, tomo o homem da foto para, em sua humildade, representar o sexo masculino, embora não tenha conhecido sua história de vida.

Quando visitei a ilha de São Miguel, nos Açores, visitando as Sete Cidades, em dado momento encontrei este cidadão que me pareceu muito com os homens de nossa família por parte de mãe. Por haver indícios de que parte de sua família tenha vindo dos Açores, como muitos brasileiros, não foi grande surpresa encontrar o simpático "tiozinho", que sorridente concordou em ser fotografado.

Nota: Veja no "Índice de todos os meus tópicos", as histórias de homens e mulheres, alguns idosos, que esconderam judeus, livrando-os assim de serem exterminados nos campos de concentração nazistas. Na postagem anterior, a notícia do falecimento da centenária Miep Gies, que escondeu e cuidou da família Frank no Anexo Secreto, em Amsterdam, e guardou o diário de Anne, livro que se tornou um best-seller.
___________________________________________________

A terceira-idade em citações, oração e poema:



- Quando completou 70 anos de idade, Samuel Logan Brengle, um oficial salvacionista que escreveu muitos livros de edificação espiritual, assim se expressou: "Ainda que a neve de 70 invernos esteja sobre a minha cabeça, o brilho do sol de 70 verões está no meu coração!"

- Uma antiga missionária suiça no Brasil falou: "No outono, sem folhas nas árvores, podemos ver melhor o céu através dos ramos; assim no outono de nossa vida".

- Nunca li isto em lugar algum, mas baseado na lembrança de minha adolescência, nasceu este pensamento: "De modo quase geral, avós amam seus netos e são amados por eles. O convívio entre ambos é marcado pela alegria, amor e compreensão, até que o avô/avó morre e com isso o neto/a conhece a primeira grande tristeza de sua vida ainda tão curta."

- Temor do futuro? Estudiosos da Bíblia afirmam que "Não temais!" e variantes estão registrados providencialmente 365 vezes nas Escrituras. Um comprimido de "Não temas!" a cada dia do ano - tomado com a "água da fé" - por certo fará a diferença que toda a pessoa, idosa ou não, precisa na sua vida.

________________________________________________________

Pasmem, esta oração é da autoria de uma freira que viveu no século 17!




Não quero ser nenhuma santarrona, pois é muito

difícil viver com tais pessoas. Porém, uma pessoa idosa

amargurada é um dos maiores feitos de Satanás.

Ajuda-me a extrair da vida tudo o que for possível e bom

À nossa volta há muitas coisas divertidas e não

quero perder nenhuma delas.

____________

Guia-me!

Guia-me com tua mão, Senhor Jesus!

Da idade sinto o peso - dá-me Tua luz!

Meu cabelos branqueram-se, e custo a andar.

Meus joelhos tremem , vem-me amparar.

¤¤¤¤¤¤¤¤¤

Guia-me com Tua mão e sê meu orientador!

Não posso andar sozinho, ó bom Salvador!

Sê meu apoio na densa escuridão,

Segura firme, Senhor, minha mão!

¤¤¤¤¤¤¤¤¤

Guia-me com firmeza ao Te seguir,

Pois minhas mãos já tremem, mal posso ouvir.

Na idade avançada, vem-me apoiar,

E poderei conTigo ao céu chegar.

¤¤¤¤¤¤¤¤¤

E quando a morte se aproximar,

Não me deixes só - vem-me ajudar!

Certeza então terei, meu bom Jesus,

Que conTigo estarei na eterna luz!

Traduzido do idioma alemão por Max Meldola

_______________________________________________________



L i n k s

Os velhos da minha rua

O velho relógio de nossa casa


http://paulofranke.blogspot.com/2008/01/o-velho-relgio-de-nossa-casa.html

_________


PRÓXIMA POSTAGEM

Quando visitei a Austrália - Berimbau em terra de Bumerangue

9 Comments:

  • Paulo, mais uma vez tenho que elogiar o que escreveste sobre os idosos. Muito bom e a mais pura verdade!
    Não acredito naquelas pessoas que dizem que esta é a melhor época de suas vidas. Creio que é gente que nunca se dá por vencida. Como a gente pode ser feliz lembrando dos inumeros amigos e parentes que já se foram e estamos meio "fora de lugar" nesta terra? Como um médico católico me disse certa vez, creio mais que é a fase humilhante da nossa vida em certos aspectos, menos na sabedoria, que Deus nos faz passar para nos aperfeiçoarmos para nos encontrar com ele e nos apercebermos que não somos "nada" fisicamente falando.
    Não repara a franqueza mas é isto que penso!

    By Anonymous Anônimo, at domingo, janeiro 31, 2010 1:16:00 PM  

  • Oi, anônimo!
    Obrigado pelo teu comentário, com o qual concordo plenamente.
    A velhice é para quebrar o orgulho - vai-se a beleza, vai-se o vigor etc. - para trazer amor ao coracão, tempo de conscientizar-se de que o fim está próximo e aproximar-se de Deus como nunca antes.
    Gosto na oracão da freira a parte em que diz que "velho amargurado é presa de Satanás, algo assim. E, pena, tantos velhos são assim, ranzinzas e amargurados e, o pior, espalham esse veneno terrível.
    No fundo é falta de compreensão de sua situacão que, como comentamos, é tempo de humilhar-se, no bom sentido, preparar-se para para o "andar de cima".
    aBRaco, e volte sempre!

    By Blogger paulofranke, at domingo, janeiro 31, 2010 2:18:00 PM  

  • Oi Paulo,
    Fiquei emocionada com essa postagem, fez-me lembrar muito uma senhora portuguesa muito forte e guerreira. Apesar da idade e dos tropeços da vida, do peso de cuidar de 11 filhos e ver 4 morrer, foi o que se chama de a “mais doce inspiração “ que pude receber de Deus!
    Minha avó materna! Apesar de tudo o que teve e passou, formou filhos decentes, guerreiros e mulheres heroínas de verdade! Agora, só posso agradecer a Deus tê-la tido por pouquíssimo tempo aqui, mas por me permitir senti-la ao lado do Pai. Sei que olha por todos nos, tenho certeza!
    Não entendo como um filho, neto, irmão consegue esquecer simplesmente que tem um parente. Como é isso, como se processa? Mesmo quando se tornam pessoas difíceis, pq esquecê-los? Vai mudá-los em algo?
    É uma pena que historias como essas precisam acontecer. Mas fico pensando, como vc falou, é como uma purificação ou uma pós graduação para chegarmos até Ele prontos e dignos!
    O Brasil esta se tornando um país de idosos e o numero esta aumentando a cada dia. Graças a Deus, aos medicamentos novos e a escolha de uma vida mais saudável e uma velhice mais produtiva!
    Parabéns mais uma vez.
    Maria

    By Blogger Maria Thereza, at segunda-feira, fevereiro 01, 2010 6:35:00 PM  

  • Espero que tenha entendido bem, mais como quebra do orgulho e de tantas manias desnecessárias e até prejudiciais, pois purificacão só se alcanca através do sangue de Jesus, nosso Salvador, derramado na cruz do Calvário e acessível a toda a criatura, de qualquer idade.

    By Blogger paulofranke, at segunda-feira, fevereiro 01, 2010 9:59:00 PM  

  • Caro amigo que linda e reflexiva postagem com certeza admirei muito a forma de locomoção dos idosos por aí ,além de achar muito interesante.
    É muito triste sabermos de notícias pelos jornais (como as que você postou)...é realmente de se refletir meu amigo ,como tratamos e damos atenção aos nossos idosos.
    Belos exemplos você postou ,gostaria e muito de conhecer esses simpático idosos do seu grupo com certeza teria muito a aprender e a ouvir de suas vivências.
    Obrigada por mais essa contribuição!

    By Anonymous evelize, at quinta-feira, fevereiro 04, 2010 1:01:00 AM  

  • ANONIMO disse:

    Como sempre, ler seu blog é sempre bom e a qualidade das postagens nunca é baixa. Muito obrigado!
    Abraços

    By Blogger paulofranke, at quinta-feira, fevereiro 04, 2010 7:39:00 AM  

  • Idosos, deveriam ser os mais respeitados, muitas vezes são esses, os idosos, deixado de lado pelos jovens, que podem nos ensina muito sobre a vida, coisa que eu amo é escutar as históris vinda de idosos, meu falecido bisavô (que tive a oportunidade de conhecer) contou algumas vezes sobre suas histórias, quando servia no Exército na Era Vargas, tenho uma foto dele em frente ao Palacio, não se dessa história, mas também de outras, gostava muito de ouvir, meus avôs não pude conhecer, mas por fim.. minhas vós e bisavó, tanto as conheço como as amo.
    Nos jovens temos como obrigação (penso eu) ter respeito por esses que habitam o mundo a muitos anos, antes da nossa chegada.
    Fiquei impressionado com essas histórias de mortos há anos, realmente... foram esquecidos, não posso imaginar o quanto isso é depressivo.
    Ótimas postagem, parabéns.
    Abraço!

    By Blogger João Guilherme, at sexta-feira, fevereiro 12, 2010 3:44:00 AM  

  • Que postagem! Parabéns pela forma como relata cada matéria!
    Mortos sózinhos... idósos ...
    Não havía pensado nisso: "A velhice é para quebrar o orgulho - vai-se a beleza, vai-se o vigor etc. - para trazer amor"
    Grande verdade! E como amamos nesta idade, não? Parece que queremos compensar todos os anos que deixamos de amar, amar o proximo, a família e quem está ao nosso redor incluindo possíveis inimigos, nos faz melhores e somos muito mais agraciados do que os que recebem nosso carinho e amor.
    Parabéns mais uma vêz querido amigo!

    By Blogger Yara, at sexta-feira, janeiro 27, 2012 8:30:00 PM  

  • Que postagem! Parabéns pela forma como relata cada matéria!
    Mortos sózinhos... idósos ...
    Não havía pensado nisso: "A velhice é para quebrar o orgulho - vai-se a beleza, vai-se o vigor etc. - para trazer amor"
    Grande verdade! E como amamos nesta idade, não? Parece que queremos compensar todos os anos que deixamos de amar, amar o proximo, a família e quem está ao nosso redor incluindo possíveis inimigos, nos faz melhores e somos muito mais agraciados do que os que recebem nosso carinho e amor.
    Parabéns mais uma vêz querido amigo!

    By Blogger Yara, at sexta-feira, janeiro 27, 2012 8:31:00 PM  

Postar um comentário

<< Home